Ministério da Saúde confirma queda no número de transplantes no Brasil

As OSCs AMARBRASIL e PULSARVIDA já vinham alertando sobre os problemas e soluções para melhoria do setor. Em 2015, duas mil pessoas morreram na lista de espera por um órgão.  

O Ministério da Saúde prevê pela primeira vez, em 11 anos, queda no número de transplante de órgãos no Brasil. As OSCs AMARBRASIL e PULSARVIDA desde o ano passado vêm alertando sobre os problemas e apontando soluções para melhoria do setor. E, a cada ano milhares de pessoas morrem esperando pelo transplante de órgãos.

Especialistas da área de transplante consultados pela PULSARVIDA afirmam que os valores transferidos pelo SUS/FAEC (Fundo de Ações Estratégicas e Compensações) não estão cobrindo os custos referentes aos procedimentos de transplantes.

Estudos do Projeto PULSARVIDA (projeto sobre transplante de órgãos no Brasil) mostram que outra dificuldade é a oferta e captação de órgãos e tecidos para transplantes. A maioria dos hospitais no Brasil não possui infraestrutura adequada para notificação de morte cerebral, manutenção do corpo e facilidades para retiradas de órgãos e tecidos.

Importante. Reportagem do Jornal Bom Dia Brasil da TV Globo: Assista aqui

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *